Em Foco Intelbras: Integração como o futuro do mercado

Conversamos com o Presidente da Intelbras, Altair Silvestri, que compartilhou conosco quais são as exigências do mercado para o setor de segurança, no que a empresa tem apostado nesse segmento, como a companhia está vendo a crescente demanda por portaria remota e as conquistas da Intelbras nos últimos anos.

Por Fernanda Ferreira

Segurança Eletrônica: Como avalia a participação da Intelbras no mercado brasileiro?

Altair Silvestri: Somos uma empresa 100% brasileira, com alcance em todo território nacional e acredito que nossa presença e o relacionamento de respeito com nossos parceiros é o que nos diferencia no mercado. Contamos com cerca de três mil colaboradores, 215 distribuidores no país, 80 mil revendas corporativas e 350 assistências técnicas. Por essa cobertura territorial bastante capilarizada, nossa participação se torna muito relevante. Além disso, oferecemos um portfólio bastante amplo de produtos, com soluções de variadas aplicações, serviços e um pós-venda que presta suporte técnico aos nossos parceiros de vendas e clientes finais. Valorizamos relações de confiança e nossa história de mais de 40 anos de atuação no mercado brasileiro fortalece essa característica.

Segurança Eletrônica: A Intelbras atua nos segmentos de segurança, telecom e redes. Qual dessas vertentes é mais “forte” para vocês?

Altair Silvestri: Todos os segmentos em que atuamos se igualam em termos de importância. A correlação entre eles é que nos dá força e que nos leva a liderança. Somos destaque em segurança eletrônica na América Latina. Na área de redes evoluímos cada vez mais. Recentemente apresentamos lançamentos importantes para o mercado de provedores, onde estamos nos tornando referência como indústria desenvolvedora de soluções nacionais. Além disso, seguimos trabalhando em novidades que em breve serão apresentadas para o setor de telecom.

Segurança Eletrônica: O que o setor de segurança representa para a Intelbras?

Altair Silvestri: Dentro dos negócios de segurança, estamos atentos e engajados no desenvolvimento de soluções que ajudem a proteger as pessoas e seus patrimônios, tendo consciência do impacto social das nossas atividades, já que vivemos num país com altos índices de violência. Nosso objetivo vai além de oferecer produtos com qualidade e adequados as necessidades dos consumidores brasileiros. Queremos contribuir minimizando a sensação de insegurança tão presente nos dias de hoje. Temos um imenso cuidado na fabricação e nas parcerias que estabelecemos. Os produtos que oferecemos passam por testes rigorosos antes de chegar às empresas e residências. Nosso suporte técnico e serviço de atendimento ao consumidor são apontados como um dos melhores do país, pois prezamos muito pela proximidade com nossos clientes e parceiros.

Segurança Eletrônica: Quais tem sido as maiores exigências do mercado quando se fala em projetos de segurança?

Altair Silvestri: Na minha avaliação muitos projetos já instalados necessitam de inovação e melhoria na qualidade de imagem, garantindo uma maior eficiência na identificação das pessoas envolvidas em eventos. A Intelbras oferece essas soluções, combinando tecnologia de ponta, resolução de imagem a um preço acessível para todos os tipos de projetos de segurança. Além disso, a integração de soluções é algo que facilita a compra de produtos para projetos como condomínios, prédios e residenciais, que precisam relacionar-se com uma única marca para resolver todas as suas demandas. Facilitar o dia a dia desses profissionais é um grande desafio que poucas empresas podem atender. A Intelbras, além do circuito de CFTV, conta com as soluções para detecção e prevenção de incêndio, iluminação de emergência e controle de acesso. Somos especialistas naquilo que oferecemos ao mercado e isso nos posiciona como a principal marca no ramo de segurança.

Segurança Eletrônica: Quais as vertentes dentro do segmento de segurança a Intelbras tem apostado mais?

Altair Silvestri: A Intelbras está apostando no mercado de segurança como um todo. Não existe segmento predominante. Nosso esforço está em oferecer soluções para as diversas aplicações exigidas pelo mercado, seja ele residencial, condominial ou empresarial. Hoje temos a certeza de que somos a empresa que oferece o mais amplo conjunto de soluções do setor de segurança eletrônica, abrangendo CFTV, com câmeras e gravadores digitais de vídeo, alarmes, cercas elétricas, controle de acesso, detecção e prevenção de incêndio e iluminação de emergência. Dentro disso, temos opções para todos os portes de projeto, atendendo desde residenciais até grandes metrópoles.

Segurança Eletrônica: Falando um pouco sobre portaria remota, como a Intelbras está enxergando esse mercado?

Altair Silvestri: É um mercado ainda bastante novo no Brasil onde empresas que prestam serviço para condomínios estão passando também a oferecer serviços de portaria remota. A Intelbras tem ouvido bastante seus clientes no sentido de ajudá-los a formatar uma solução que possa suprir essa necessidade de mercado. Atualmente, a maioria das empresas desse ramo já usam equipamentos de nossa marca para esse tipo de aplicação.

Segurança Eletrônica: Vocês têm apostado e investido nessa vertente?

Altair Silvestri: Sim. Nosso foco é atender nosso cliente com proximidade, o que nos leva a realizar um estudo para entender de forma específica e particular as exigências deles. A tecnologia e o desenvolvimento são essenciais nesse processo. Além disso, por sermos 100% nacional, temos um suporte técnico e assistências técnicas que auxiliam a todos nossos parceiros e clientes a adquirirem cada vez mais soluções adequadas a seus projetos.

Segurança Eletrônica: Que produtos vocês oferecem em relação a projetos de portaria virtual?

Altair Silvestri: Os principais produtos que o mercado utiliza são centrais de comunicação, porteiros eletrônicos, controle de acesso, câmeras de segurança e alarmes.

Segurança Eletrônica: Está no radar da Intelbras fazer alguma parceria ou investimento a mais em soluções para portaria remota?

Altair Silvestri: Sempre estamos avaliando possibilidades de parcerias ou investimentos. Muitas de nossas soluções já são oferecidas no mercado para que os clientes possam desenvolver aplicações usando nossos produtos como plataforma de trabalho. Um exemplo claro disso é que temos diversas empresas parceiras que desenvolvem e comercializam softwares para aplicação de portaria remota usando produtos Intelbras.

Segurança Eletrônica: Atualmente, quais os segmentos têm apresentado maior crescimento e procura dentro do mercado de segurança?

Altair Silvestri: Todos os setores que a Intelbras atua crescem. Mesmo os segmentos mais maduros conseguimos evoluir em ganhos de share. O segmento de CFTV e controle de acesso não são diferentes, por se tratar da linha de frente quando se fala em segurança eletrônica.

Segurança Eletrônica: A Intelbras conta com alguma política interna que mantém os engenheiros atualizados sobre as novidades do mercado de segurança?

Altair Silvestri: Cada segmento da Intelbras conta com engenheiros que tem por missão estar cada vez mais antenados nas novidades e tendências que o mercado acompanha. Isso é um padrão que temos em cada área de negócio da Intelbras, que atua com uma equipe especializada nas particularidades do mercado brasileiro. Além disso, nosso centro de pesquisa e qualidade são extremamente minuciosos e rigorosos, efetuando diversos testes envolvendo a resistência, durabilidade e tecnologia. Temos um dos maiores centros de pesquisa e desenvolvimento na área de tecnologia na América Latina. Contamos com 300 profissionais e cerca de 5% do nosso faturamento é destinado a essa área.

Segurança Eletrônica: Na sua opinião, o que precisa ser aprimorado no ramo de segurança eletrônica?

Altair Silvestri: A integração é algo importante para a melhoria da performance dos projetos de segurança eletrônica. Cada vez mais ampliamos o portfólio de nossa empresa, com produtos mais tecnológicos, acessíveis à diferentes públicos e que facilita o processo de integração. Esse é o futuro, crescer com o mercado brasileiro, chegar a potenciais usuários que ainda não haviam despertado para o consumo de equipamentos de segurança e trazer soluções eficientes que se adaptem a plantas já instaladas, agregando tecnicamente.

Segurança Eletrônica: A Intelbras exporta as soluções para mais de 20 países, como tem sido a participação da companhia fora do Brasil?

Altair Silvestri: O nosso foco continua sendo o Brasil. Nossas operações de exportação na América Latina são focadas no mercado de consumo, onde já somos destaques em alguns segmentos que atuamos, como por exemplo, o de telefone com fio na Argentina. Neste último ano, abrimos importantes canais de varejo, o que vem estabelecendo uma zona de contato importante da nossa marca com o consumidor latino.

Segurança Eletrônica: Há algum plano para expandir ainda mais a marca no Brasil ou fora do país?

Altair Silvestri: Estamos presentes em 98% dos municípios com potencial de consumo de eletroeletrônicos no Brasil. Nenhuma empresa que atua nas mesmas áreas que estamos chega aonde chegamos. Temos orgulho do slogan que apresentamos: “Sempre Próxima”, pois de fato somos. Estamos presentes na vida dos brasileiros há mais de 40 anos, simplificando a comunicação, protegendo e conectando as pessoas. Nosso objetivo é tornar a marca Intelbras ainda mais conhecida e presente no dia a dia das pessoas, levando inovação e tecnologia por meio de produtos fáceis de usar em todos os segmentos que atuamos: Segurança, Redes e Telecom.

Segurança Eletrônica: Quais foram as maiores conquistas da Intelbras nos últimos três anos?

Altair Silvestri: Temos muito orgulho da nossa história como indústria nacional. Empregamos mais de 3000 brasileiros, por meio das nossas quatro unidades fabris presentes em três Estados. Contribuímos para o desenvolvimento da economia do nosso país. Nossa alta capacidade de produção ultrapassa os 10 milhões de itens por ano e nossas certificações de ISO 14001 e 9001 asseguram a realização do controle operacional e aspectos de impactos ambientais. Nos últimos anos, podemos destacar a implementação do nosso Programa de Canais, que tem como valores regras claras, relacionamento, transparência e apoio ao canal. Prezamos pelo respeito e valorização dos nossos parceiros comerciais, estabelecendo um plano de compromissos e benefícios que contempla um programa de capacitação e desenvolvimento, programa de recompensas e todo o suporte necessário no pré e pós-venda. Em 2016, celebramos os 40 anos da empresa com a maior campanha de vendas de nossa história, que reuniu milhares de parceiros em um final de semana de celebração. Desenvolvemos uma nova marca e o slogan “Sempre Próxima”, reforçando nosso compromisso com toda a cadeia de vendas e clientes finais. Ingressamos no mercado de controle de acesso, incêndio e iluminação, complementando nosso portfólio para o mercado de segurança e apresentando mais oportunidades de ganhos.

Foram anos que crescemos, evoluímos e expandimos pelo simples motivo de contar com um time de colaboradores e parceiros especializados e comprometidos, focando sempre a satisfação do nosso cliente final. Somos um grupo de pessoas que trabalham obstinadas e felizes, buscando sempre evoluir e melhorar a cada dia. Por isso somos há 14 anos reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil.

Notícias Relacionadas

Cases

Grupo Unidasul adota solução óptica Furukawa em centro de distribuição e em novas unidades no Rio Grande do Sul

Com a expansão de sua rede de supermercados Rissul e de atacarejos Macromix pelo estado do Rio Grande do Sul,…

Destaque

Datacenters precisam de vigilância RSA para garantir segurança

Esta ferramenta do Genetec Security Center combinado ao uso dos sensores existentes ajuda a lidar proativamente com ameaças antes que…

Destaque

Como a tecnologia pode aprimorar a segurança em cidades inteligentes?

Apesar de o conceito de cidade inteligente ser relativamente recente, ele já se consolidou como assunto fundamental na discussão da…