Em 1 mês com uso de drone, cai número de motoristas no celular e sem cinto

A redução, na avaliação do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito, é sinal de que a tecnologia ajudou

Prestes a completar um mês de uso pelo BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) em Campo Grande, os drones já podem estar influenciando o comportamento dos motoristas. Segundo o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), de março a abril, houve diminuição de 29% nas notificações de condutores sem cinto de segurança e 12% de celulares ao volante.

No mês de março, 3,9 mil pessoas foram multadas por mexerem no celular enquanto dirigiam, enquanto no mês de abril foram 3,4 mil. Já os flagrantes de ausência do cinto de segurança saíram de 7 mil para 4,9 mil.

Segundo o capitão Everton Myller, os drones “vieram para ficar” por serem eficazes nas fiscalizações e colaborar na otimização das equipes policiais nas ruas. “Percebemos que os motoristas estão respeitando mais a sinalização da via e não estão mais utilizando tanto o aparelho celular. Os motoristas realmente se conscientizaram com essa sensação de fiscalização”, avalia.

Com relação ao trabalho, os aparelhos estão sendo mais utilizados em situações de fuga dos condutores imprudentes. Um exemplo são as ocorrências de manobras no alto da Avenida Afonso Pena, que colocava os policiais até em risco.

“Agora conseguimos identificar com antecedência quem são os condutores infratores que estão realizando essas manobras, essas exibições na via, colocando em risco a vida do terceiro. Após essa identificação, as equipes em solo, com o apoio do drone, fazem abordagem presencialmente para autuação”, destaca o capitão.

Por conta da boa aceitação das equipes e já apresentando resultados efetivos no comportamento dos motoristas, a previsão é que mais equipamentos de captura de imagens aéreas sejam adquiridos pelas forças policiais.

“Estamos com o processo de licitação aberto para a aquisição de mais drones. Vejo que essa tecnologia veio para ficar e a nossa ideia é estar cada vez mais atualizados com as novas tecnologias, a ponto de realmente diminuir as vítimas fatais em acidentes e menos infrações. Queremos um trânsito com muito mais paz e segurança para todos”, conclui Everton.

Fonte: Campo Grande News

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…