Drones automatizados realizam a segurança de parques eólicos brasileiros

O Brasil ocupa a sexta posição no ranking mundial como maior produtor de energia eólica em terra. O país tem o terceiro maior crescimento do mundo na implementação de usinas eólicas, atrás apenas de China e Estados Unidos. Com uma expansão constante ao longo de 10 anos, há atualmente 890 parques eólicos estabelecidos em 12 estados brasileiros, sendo 85% deles localizados na região Nordeste.

Instalados em áreas amplas, muitas vezes remotas e cercados por muitas vegetações, as operações dos parques eólicas são comprometidas devido à invasão de criminosos, que acessam as propriedades para roubar fios de cobre, cabos, equipamentos e outros materiais.

Empresários do segmento relatam que chegam a detectar roubos quase diários e que as ocorrências são muito difíceis de combater, mesmo com vigilância armada e rondas, porque são áreas grandes e sem iluminação, o que facilita a fuga dos criminosos.

Para proteger essas instalações, os gestores de segurança ganharam uma nova solução nada convencional: um drone capaz de realizar voos automatizados 24 horas por dia, sem interrupções. A tecnologia, trazida de Israel pela distribuidora Ôguen, é conectada a um cabo que fornece energia e conectividade a aeronave, e pode chegar a uma altura de até 100 metros – o equivalente a um prédio de 33 andares.

O drone é embarcado com uma câmera térmica para operações noturnas e uma câmera óptica com zoom de 80x, capaz de identificar pessoas e veículos a quilômetros de distância. Além disso, possui inteligência artificial que identifica anomalias na instalação, garantindo uma segurança ativa e preventiva.

“Além de realizar um monitoramento aéreo completo, o drone também pode fazer voos livres, sem estar conectado ao cabo. Dessa forma, ele pode ser utilizado para rondas programadas, pronta resposta e até inspeções. Também consegue visualizar alvos mesmo em completa escuridão, além de chegar ao local da ocorrência muito mais rápido que qualquer equipe terrestre”, explicou Hen Harel, CEO da Ôguen.

A solução está disponível para todo o Brasil através da empresa Ôguen. Para saber mais sobre o funcionamento e se o drone é ideal para o seu projeto, acesse: www.oguen.com.

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…