DirectX e Tecvoz firmam parceria para 2020

Aliança permitirá as empresas ampliar portfólio de produtos e serviços para os integradores do mercado de segurança eletrônica

Por Fernanda Ferreira

A Tecvoz Eletrônicos, que atua há mais de 20 anos como fabricante no segmento de segurança, e a DirectX, empresa com sede em Brusque, Santa Catarina, que há duas décadas atua no setor de distribuição de produtos e desenvolvimento de projetos acabam firmar parceria. A DirectX também é a idealizadora do IP Convention, principal evento de segurança da região sul do país, e há 11 anos leva para a região as maiores autoridades e personalidades da área de segurança além de gerar negócios, parcerias, falar sobre novas tecnologias e tendências de mercado. Para falar sobre essa aliança conversamos com Paulo Yoon, diretor da Tecvoz.

Revista Segurança Eletrônica: Qual o objetivo desta nova parceria?
Paulo Yoon: A aliança da Tecvoz com a DirectX faz parte da nossa proposta de inovação, de oferecer soluções mais completas para nossos clientes. Essa parceria irá ampliar e diversificar o portfólio de produtos e serviços para os integradores e instaladores na área de segurança eletrônica, além de reforçar nosso potencial e garantir posicionamento sólido e seguro em todo território nacional. A Tecvoz fará parte de um grupo empresarial, com expertise operacional e financeira do qual a Directx faz parte. Temos o objetivo de oferecer ao mercado algo diferente e inovador, com a proposta de novos modelos de negócio.

Revista Segurança Eletrônica: A Tecvoz irá transferir sua estrutura para o Sul do País?
Paulo Yoon: Inicialmente as empresas manterão suas respectivas operações, sem interferência na estrutura física de ambas, mantendo o quadro de colaboradores e processos. Ambas as instituições irão manter seus canais de venda, rede de parceiros e fornecedores existentes, continuarão trabalhando com todos os nossos fornecedores atuais em todas as respectivas linhas de produtos, pois o nosso objetivo é oferecer tecnologia e excelência em atendimento para os clientes e parceiros. Faremos todas as tratativas operacionais, base comercial, técnica, financeira e logística em SC, e a unidade SP, permanecerá em funcionamento com equipe de vendas, suporte e assistência técnica ativas. Serão duas unidades, SP e SC, com setores comerciais, técnicos, assistência técnica e marketing trabalhando de forma integrada.

Revista Segurança Eletrônica: A partir dessa parceria, como a Tecvoz irá atuar no mercado de segurança?
Paulo Yoon: A fabricação e inovação está no DNA da Tecvoz, e assim continuará. Mas agora iremos unir o que há de forte entre essas corporações para melhor atender nosso cliente, utilizar das expertises de cada especialista dentro do grupo para otimizar e melhorar todos os processos existentes em nossa empresa, iremos atender o nosso cliente como o fabricante que sempre esteve próximo e que agora estará ainda mais perto.

Revista Segurança Eletrônica: Vocês irão investir mais em algum segmento específico a partir de agora?
Paulo Yoon: Investiremos em tecnologia e atendimento, acredito que os segmentos de segurança são muito convergentes e nosso objetivo é oferecer inovação e tecnologia como sempre fizemos, mas agora aliados a gestão de atendimento, gestão de pessoas e proximidade com nosso cliente.

Revista Segurança Eletrônica: Qual será o foco da Tecvoz em 2020? O que virá de novidades?
Paulo Yoon: Foco no atendimento e relacionamento com o cliente Tecvoz. mostrar que nós somos parte muito importante na construção do mercado de segurança e, como tal, iremos sim apresentar um novo e mais completo portfólio de produtos, atendendo diretamente os instaladores, aqueles que sempre vestiram a camisa Tecvoz e que são a Tecvoz.

Revista Segurança Eletrônica: O modelo de negócios de franquia irá continuar após a parceria?
Paulo Yoon: Todos os modelos de negócios existentes continuarão, essa parceria vem para somar e criar, não o contrário. Novos modelos poderão surgir, novas tendências e possíveis mudanças nos modelos existentes, desde que sejam para somar.

Revista Segurança Eletrônica: Gostaria de deixar um recado final para os nossos leitores?
Paulo Yoon: Vocês, que nos ajudaram a construir esse mercado, que fizeram parte da nossa história, contem ainda mais com a gente em 2020. Estaremos preparados e queremos fazer parte do seu crescimento.

Notícias Relacionadas

Artigos

De onde vem essa tal de I.A.?

Por Nicolau Ramalho E essa tal de Inteligência Artificial? Novidade? Tendência? Moda? Será que é passageiro? ChatGPT, WatsonX, Bard. Inteligência…

Destaque

SegurPro investe em eletrificação da frota de veículos operacionais na Unilever

A multinacional de bens de consumo foi a primeira cliente da SegurPro no Brasil a adotar o uso de carros…

Destaque

Lei de Informática: instrumento de política industrial que beneficia produtos nacionais de segurança eletrônica

A Lei de Informática, Lei nº 8248/1991, também conhecida como Lei de TICs, é uma política que desde a década…