Dicas para reduzir a inadimplência em empresas de monitoramento

Um dos maiores inimigos de uma empresa de monitoramento saudável é a inadimplência. E, infelizmente, dados do mercado nos mostram que essa é uma situação mais comum do que se imagina.

Conforme dados da Serasa Experian, a quantidade de brasileiros inadimplentes chegou a 63,8 milhões em janeiro de 2020, uma elevação de 2,6% em relação ao mesmo mês em 2019. O número de pessoas com contas atrasadas representa 40,8% da população adulta do País.

Sendo assim, é bem provável que você vá enfrentar ou já esteja enfrentando a situação de ter clientes inadimplentes e se pergunte: como será seu relacionamento com eles? Qual é o perfil desse cliente? É possível reduzir os níveis de inadimplência?

Sim, é possível diminuir a inadimplência em seu negócio, mas isso exige disciplina e planejamento. Em outras palavras, quanto mais você se prevenir, mais dinheiro entrará na sua conta.

Por isso, neste post vamos dar algumas dicas de como a inadimplência pode impactar a sua empresa e como você pode reduzi-la em sua empresa de monitoramento. Acompanhe!

Qual é o impacto da inadimplência em seu negócio?

Em primeiro lugar, é essencial que você, enquanto empreendedor, saiba que a inadimplência afeta o fluxo financeiro da sua empresa de monitoramento. Isso porque, caso não esteja entrando dinheiro, você não conseguirá pagar suas contas em dia. Assim, você precisa ter pelo menos uma ideia da porcentagem média de inadimplência no seu negócio para poder fazer o planejamento financeiro.

Outro problema que a inadimplência pode causar e diminuir os lucros da empresa. Infelizmente, índices altos de inadimplência podem estar ligados a uma dificuldade em se organizar para obter lucro.

Por isso, não tem jeito: o melhor modo de evitar esse problema é se planejar, conhecer seus clientes e fazer uma avaliação de crédito prévia antes de fechar uma negociação. Se seu cliente tiver dívidas, há muito mais riscos para sua empresa.

E, por último, a inadimplência também impacta ao tentar fidelizar os clientes. Assim, você precisa estar pronto para saber o que fazer nessa situação, indicando que se interessa em negociar a dívida e que se dispõe a ajudar o cliente a passar por essa questão.

Dicas para reduzir a inadimplência

1. Acompanhe seus números com frequência

É fundamental que você acompanhe seus números com a maior frequência possível – de preferência, diariamente. Por exemplo, fique de olho no volume total de pagamentos, quais e quantos clientes estão inadimplentes, e tente compreender os motivos. Isso vai ajudar a identificar falhas e possíveis melhorias no processo.

A partir dessa análise, você começará a identificar padrões em relação ao tipo de serviço e data de vencimento que sofre mais com inadimplência e, com esses insights, passar orientações para que suas equipes de atendimento, financeiro e de vendas tentem reverter essa situação.

Você pode inclusive criar um fluxo de quem monitorará os inadimplentes de acordo com o tempo em que estão nessa situação. Por exemplo, a equipe de vendas acompanha nos primeiros 30 dias; após esse tempo, passa para a equipe de atendimento por mais 30 dias e, depois, quando o cliente já estiver mais perto de estar fidelizado, é acompanhado pelo financeiro.

2. Entenda quem são os devedores

Seus clientes têm motivos e necessidades diferentes, e tudo isso afeta a inadimplência. Assim, você deve identificar essas questões e saber como ligar e negociar em cada uma dessas situações. Por exemplo, se o cliente está agindo de má-fé, passando por uma crise ou simplesmente se esqueceu de pagar.

É importante categorizá-los dessas diferentes maneiras, dividindo-os em grupos de importância, ticket médio e tipo de serviço. Isso ajudará a traçar estratégias para lidar com esses diferentes perfis.

3. Faça acordos quando for possível

Algumas vezes não haverá como receber todo o valor devido de um jeito rápido e de uma vez só. Assim, é preciso que você crie uma política de acordos com os clientes. Dessa forma, mesmo não conseguindo receber o valor total rapidamente, você obtém o comprometimento de que o montante será pago em determinada data.

Às vezes será preciso fazer alguma espécie de concessão, oferecendo descontos ou suspendendo juros e multas. Mas atente-se, pois ceder demais poderá incentivar mais inadimplência. 

4. Ofereça um sistema de administração do pagamento

Uma das formas de reduzir a inadimplência é oferecer um modo fácil de seus clientes gerirem o pagamento. Isso pode ser feito, por exemplo, oferecendo em seu site uma área do cliente para agilizar os processos, para que seus clientes possam resolver as questões financeiras diretamente por ali. Esse é um jeito de diminuir a burocracia e uma maneira de o cliente resolver suas pendências rapidamente. 

Para tornar o processo ainda mais fácil, você pode criar mecanismos ainda mais simples, como oferecer um aplicativo que possibilite o pagamento. O ideal é que esse tipo de solução possibilite fazer o controle financeiro total, permitindo que você envie a cobrança ao cliente, emita boletos, controle os recebíveis, notifique inadimplências etc.

5. Tenha uma régua de cobrança eficaz

Ter um bom processo de cobrança também é um meio de diminuir a inadimplência de seus clientes. Se você não está familiarizado com o tempo, uma régua de cobrança define os espaços de tempo e maneiras que você vai usar para lembrar seu cliente sobre o pagamento e/ou a inadimplência.

Nesse sentido, uma dica é mandar mensagens automáticas para seu cliente, seja por e-mail, SMS ou por app, caso você use essa solução. Uma sugestão de régua de cobrança:

5 antes do vencimento
No dia do vencimento
5 dias depois do vencimento
10 dias depois do vencimento
15 dias depois do vencimento

Busque usar palavras e frases chamativas, como:

LEMBRETE: o pagamento vence em 5 dias
NÃO SE ESQUEÇA: o pagamento vence hoje
ATRASOU: o pagamento está atrasado, pague agora
CANCELAMENTO à vista: pague agora sua conta
Sua conta vai ser SUSPENSA nos próximos dias

Agora que você sabe mais sobre dicas para reduzir a inadimplência em sua empresa de monitoramento, que tal investir em um software que ajude a tornar seu negócio mais eficiente e competitivo? Para isso, certifique-se de buscar uma ferramenta que forneça as melhores funcionalidades, para que possa alcançar os resultados esperado. 

Fonte: Segware

Notícias Relacionadas

Destaque

Dahua Technology contrata nova gerente regional para o Rio de Janeiro

Elisabeth Cardoso é a nova gerente regional da Dahua Technology Brasil, responsável por aplicações para grandes projetos realizados no Rio…

Destaque

Quatro maneiras de aprimorar o seu sistema de segurança

Tornar um sistema de segurança mais inteligente é muito mais fácil do que se pode imaginar. O foco em elementos-chave…

Segurança Eletrônica

Intelbras lança Sistema de Automação Residencial Mibo Home

A Intelbras lança o Sistema de Automação Residencial Mibo Home, tecnologia que permite transformar o lar dos brasileiros em uma…