De uma simples preparação de churrasco a uma operação de segurança de infraestrutura crítica: a importância do checklist em todas as atividades

O checklist pode ser considerado uma ferramenta simples que ajuda a garantir o controle e execução correta dos processos de uma operação, mas ao longo dos anos seu uso expandiu e ganhou maior utilidade e relevância em todos os setores, desde o mais comum até o mais crítico.

A primeira referência conhecida do uso do recurso data de 1935, quando uma equipe da força aérea americana desenvolveu uma lista para verificar todas as etapas que deveriam ser realizadas antes de uma decolagem, durante o voo e o pouso, com o objetivo de trazer mais segurança para os voos. Atualmente, a mesma técnica é utilizada em indústrias, construção civil, empresas de segurança, área da saúde, setor de alimentação e até para tarefas cotidianas.  

Ao realizar um churrasco, por exemplo, o checklist pode ser usado para não esquecer nenhum ingrediente, desde comidas e bebidas até utensílios, acessórios, infraestrutura e contratações de profissionais, se for o caso.

O mesmo conceito pode ser aplicado para uma operação de segurança, como um projeto de portaria remota, que tem uma série de procedimentos que precisam ser seguidos diariamente para garantir a proteção dos moradores do local.

O checklist pode ser utilizado desde a implantação do projeto, listando todos os equipamentos que o empreendimento já possui, suas condições e o que precisa ser adicionado até a definição de protocolos de atendimento, tanto para a entrada e saída de moradores como para liberação de visitantes, prestadores de serviços, etc. Uma etapa que não é cumprida, pode levar a consequências desastrosas, tanto financeira como de segurança.

“Um das linhas de atuação da Performancelab é exatamente desenvolver checklists personalizados e muito bem estruturados, que serão aplicados na empresa através do nosso software de controle e gerenciamento. É um trabalho muito detalhado e especializado, em que definimos o objetivo daquela lista, realizamos o mapeamento dos processos, identificamos as não conformidades e possíveis dores, determinando qual será o tipo de verificação para então construirmos o checklist. Após essa etapa, os colaboradores são treinados para seguirem os procedimentos listados e os testes começam a serem feitos até a implementação final”, explicou Fernando Só, CEO da Performancelab.

Benefícios do checklist:

• Organizar processos;

• Automatizar atividades;

• Reduzir não conformidades;

• Definir níveis de prioridade;

• Estabelecer responsáveis por cada ação;

• Entre outros.

As listas de verificação podem ser aplicadas em projetos de qualquer área, tanto para iniciar uma atividade, durante uma ação, ao final dela ou para fins de auditoria.

“Já aplicamos checklists em centenas de projetos, desde segurança pública, eventos recreativos até operações com drones. É uma solução eficiente, acessível e conveniente, uma vez que os operadores podem verificar as perguntas tanto pelo software como pelo aplicativo móvel, facilitando as operações dos agentes que estão em campo, são nas perguntas que está o conhecimento”, finalizou Fernando.

Para conhecer mais sobre a Performancelab, suas ferramentas e tudo o que ela pode fazer pela sua empresa na prestação de serviços, acesse: www.performancelab.com.br.

Notícias Relacionadas

Destaque

Axis Communications lança a Axis Cloud Connect

Axis Communications, líder em vídeo de rede, apresenta a Axis Cloud Connect, uma plataforma de nuvem híbrida aberta projetada para…

Destaque

Quando cai a energia: é melhor utilizar geradores ou nobreaks?

Os apagões que vêm ocorrendo no Brasil, especialmente em São Paulo durante todo o ano acenderam o alerta para a…

Destaque

Com gasto anual de R$ 171 bilhões contra a violência, empresas mantêm aquecido o mercado de proteção patrimonial no Brasil

Valor investido no setor privado representa 1,7% do PIB nacional de 2022, segundo o Ipea; Came do Brasil eleva em…