Controle de Acesso e Automação

Os sistemas de controle de acesso, além de poderem realizar a gestão dos níveis de acesso e relatórios das instalações, também têm a possibilidade de se integrarem com outros sistemas e gerenciarem outras aplicações, tudo a partir de um mesmo software. Essas funções ajudam a otimizar a administração das instalações e facilitar a tarefa aos operadores, tornando-a muito mais eficiente.

As soluções de controle de acesso podem comumente se integrar com sistemas de CFTV, e com módulos específicos de controle, como de Pontualidade e Assistência, elevadores, integração com ERP e automações, sendo essa última a mais flexível, pois pode ser utilizada para uma grande quantidade de funções em um projeto, o único limite é a imaginação.

As automatizações podem ser feitas mediante uma configuração no software de controle de acesso, onde se especifica algum tipo de ação que se realizará depois de um evento específico. Assim, cada vez que o evento selecionado ocorrer na instalação, sempre acontecerá a ação previamente configurada. Por exemplo, a ativação de um alarme cada vez que uma porta seja forçada. Neste caso, a sirene deverá estar conectada ao painel de controle de acesso e a ação será feita cada vez que ocorra um evento desse tipo. É importante mencionar que os sistemas de controle de acesso podem ter centenas e até milhares de eventos, que podem ser configurados para automatizar diferentes tipos de ações.

Abaixo, alguns exemplos de automatizações que podem ser feitas com os sistemas de controle de acesso:

• Ligar ou desligar uma luz em um horário específico.

• Ativar um detector de movimento em uma sala, quando não tiver ninguém dentro. Desativar o detector de movimento, quando entrarem uma ou várias pessoas na sala.

• Enviar um e-mail automático, sempre que um botão for ativado. Esse e-mail pode ser enviado ao chefe de segurança e o botão pode ser usado em casos de emergência.

• Abrir todas as portas, depois de ativar uma alavanca de emergência. Fechar todas as portas ao desativar a alavanca de emergência, recolocando-a em sua posição original.

• Ativar uma bomba de água, quando os níveis de água estiverem baixos. Desativar essa bomba de água, quando os níveis estiverem adequados.

• Ativar um ar condicionado, quando a temperatura estiver alta e desativá-lo, quando a temperatura chegar ao nível desejado.

É importante mencionar que, em grande parte dos sistemas de controle de acesso, é necessário estar em comunicação com os servidores para poder fazer as funções de automação. Porém, existem painéis de controle de acesso que contam com servidores integrados e, por isso, podem fazer essas ações de automação localmente, sem estar em comunicação com um servidor.

Os sistemas de controle de acesso têm grande potencial para fazer aplicações que vão além dos níveis de acesso e dos relatórios. É importante verificar as capacidades de cada sistema para, assim, ter uma ideia do alcance que se poderá ter dentro dos projetos e, dessa maneira, aproveitar ao máximo as suas funções.

Fabrice Bioulet é gerente de vendas LATAM e Caribe – CDVI

Notícias Relacionadas

Cases

Grupo Unidasul adota solução óptica Furukawa em centro de distribuição e em novas unidades no Rio Grande do Sul

Com a expansão de sua rede de supermercados Rissul e de atacarejos Macromix pelo estado do Rio Grande do Sul,…

Destaque

Datacenters precisam de vigilância RSA para garantir segurança

Esta ferramenta do Genetec Security Center combinado ao uso dos sensores existentes ajuda a lidar proativamente com ameaças antes que…

Destaque

Como a tecnologia pode aprimorar a segurança em cidades inteligentes?

Apesar de o conceito de cidade inteligente ser relativamente recente, ele já se consolidou como assunto fundamental na discussão da…