Condomínio comercial aplica solução de controle de acesso sem toque com medição de temperatura e identificação do uso de máscara

A ZKTeco, em parceria com a Rocket-Tec Sistemas Eletrônicos, desenvolveu um projeto com solução completa para o Edifício Comercial Aureliano Chaves. O prédio fica no coração da capital mineira e é sede de importantes empresas nacionais.

Os administradores do prédio buscavam no mercado uma solução de controle de entrada de pessoas que oferecesse o alto grau de segurança exigida pelas empresas que atuam no local, mas que também se diferenciasse pelo design e a durabilidade dos equipamentos. “O edifício se destaca pelo projeto arquitetônico moderno e sustentável, e tivemos o cuidado de escolher a dedo os sistemas que iriam compor a segurança do prédio, priorizando a sua qualidade, confiabilidade e aspecto visual. Então, Fabiano, da Rocket-Tec, nos apresentou a ZKTeco e as suas soluções para o nosso projeto de segurança”, destacou Rodrigo Franco de Andrade, gerente de Propriedade da Colliers.

O sistema originalmente iria fazer a verificação dos usuários por meio de cartão de proximidade. No entanto, com a chegada da pandemia, veio a necessidade de ajustar o projeto para uma solução inteiramente sem toque e que ainda pudesse fazer a medição da temperatura e verificação do uso de máscara.

As catracas instaladas no prédio estão integradas com terminais de reconhecimento facial SpeedFace V5L [TD] da ZKTeco, com as funções de medição de temperatura e verificação do uso de máscara. Na saída, a autenticação dos usuários é feita por meio dos terminais FaceDepot 7B (CH).

O diretor da Rocket-Tec, Fabiano Telles, explica que a versatilidade das configurações dos equipamentos de controle de acesso permitiu que o sistema fosse implementado e entrasse em funcionamento imediatamente após a sua instalação sem que todos as faces dos usuários estivessem cadastradas. Sendo assim, a implementação ocorreu em duas etapas:

Etapa 1: os equipamentos de controle de acesso por reconhecimento facial medem a temperatura e identificam o uso da máscara. Caso haja verificação positiva, os leitores de proximidade são habilitados para lerem o cartão dos condôminos. Quando o usuário fizer o cadastramento facial, ele deixará de utilizar o cartão de proximidade e passará a fazer a entrada por meio de reconhecimento facial.

Nessa etapa, os visitantes já estavam fazendo acesso exclusivamente por reconhecimento facial.

Etapa 2: Quando todos os usuários do edifício estiverem cadastrados, os leitores de cartão de proximidade serão desabilitados.

Todo o sistema de controle de acesso é gerenciado pelo software Invenzi W-ACCESS, que possui integração com os equipamentos da ZKTeco de medição de temperatura.

Notícias Relacionadas

Destaque

Dahua Technology contrata nova gerente regional para o Rio de Janeiro

Elisabeth Cardoso é a nova gerente regional da Dahua Technology Brasil, responsável por aplicações para grandes projetos realizados no Rio…

Destaque

Quatro maneiras de aprimorar o seu sistema de segurança

Tornar um sistema de segurança mais inteligente é muito mais fácil do que se pode imaginar. O foco em elementos-chave…

Segurança Eletrônica

Intelbras lança Sistema de Automação Residencial Mibo Home

A Intelbras lança o Sistema de Automação Residencial Mibo Home, tecnologia que permite transformar o lar dos brasileiros em uma…