Como o controle de acesso pode aumentar a segurança de sua empresa

A busca pela segurança pessoal e patrimonial é, cada vez mais, um desafio para as empresas. Grande parte dos espaços corporativos requer um ambiente monitorado para que seja possível controlar e organizar o fluxo de colaboradores, fornecedores, parceiros e demais pessoas que transitam pelo local. Um dos métodos mais utilizados para garantir a segurança é a tecnologia de controle de acesso, que permite a entrada apenas de pessoas autorizadas em diferentes lugares – como salas de reunião, elevadores, estacionamentos e demais ambientes – por meio de processos de autenticidade, autorização e auditoria.

Essa tecnologia é aplicada principalmente em empresas, universidades, aeroportos e academias – locais com grande fluxo de pessoas – e também em lugares com acesso restrito. Porém nem todos os tipos de controle de acesso são adequados para os diferentes modelos de organizações. Assim, para determinar qual a melhor opção, é preciso levar em conta qual o segmento da empresa, as áreas que deverão ser monitoradas e o perfil do público.

Para auxiliar no processo de escolha, listo os principais benefícios e áreas de atuação dessas tecnologias para acertar no momento de decisão.

Biometria
O controle de acesso por meio da biometria é uma das técnicas que oferece segurança de maneira amigável, rápida e precisa, e que está ganhando muito destaque no mundo corporativo. Essa tecnologia permite um alto nível de segurança pelo fato de conter características próprias e exclusivas de cada ser humano para a identificação, reduzindo em 99% as possibilidades de fraudes e falsificações, já que é praticamente impossível clonar características biológicas.

A autenticação do indivíduo pode ser realizada por meio do reconhecimento facial, de voz, escrita, impressão digital ou leitura da íris. Os bancos são um dos principais usuários desta tecnologia, embora ela ainda seja mais aplicada em lugares que necessitam de acesso restrito. A biometria pode atender aos diversos tipos e tamanhos de empresas, sejam elas academias, aeroportos, indústrias ou faculdades, já que atraem o público pelo fato de reduzirem problemas como o esquecimento de senhas e cartões, além de ser também uma maneira de coletar informações. A tendência é que este meio de segurança seja cada vez mais comum, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Segundo pesquisa realizada pela consultoria Tractica, a biometria deve movimentar US$ 15 bilhões até 2024.

Dispositivo móvel
Outra maneira de substituir cartões e senhas para acessos é por meio dos próprios celulares. Uma tecnologia denominada Near Field Communication (NFC) permite a troca de informações entre dispositivos sem a necessidade de cabos ou wireless – é preciso apenas aproximar o celular ao equipamento. Este é uma opção ainda não muito utilizada no Brasil, mas com muito potencial. Segundo dados do IHS Tecnology, o país deve alcançar os 1,17 bilhões de aparelhos até 2018.

Esse método também promete ser muito eficiente já que dificilmente alguém sai de casa sem seu smartphone. Além do mais, também conta com uma fácil utilização, já que é preciso apenas baixar um aplicativo que conversará diretamente com o leitor de acesso ao ambiente.

Cartão de controle de acesso
O acesso por meio de cartão é atualmente o mais comum nas empresas, podendo ser eles de acesso geral, isto é, sem informações pessoais ou individuais. Essa técnica garante segurança e agilidade, já que cada pessoa pode ter seu determinado cartão, sendo também um meio de mapear informações das pessoas que estão trafegando em um local.

Uma tendência é a combinação de acessos. Muitas empresas estão utilizando o controle de acesso juntamente com o controle biométrico, de modo que o indivíduo deverá estar com seu cartão e também precisará posicionar seu dedo no leitor. Esta é mais uma maneira de garantir segurança e confiabilidade nas organizações.

Cristiano Felicissimo, Diretor de Pré-Vendas da Seal Telecom.

Notícias Relacionadas

Cases

Grupo Unidasul adota solução óptica Furukawa em centro de distribuição e em novas unidades no Rio Grande do Sul

Com a expansão de sua rede de supermercados Rissul e de atacarejos Macromix pelo estado do Rio Grande do Sul,…

Destaque

Datacenters precisam de vigilância RSA para garantir segurança

Esta ferramenta do Genetec Security Center combinado ao uso dos sensores existentes ajuda a lidar proativamente com ameaças antes que…

Destaque

Como a tecnologia pode aprimorar a segurança em cidades inteligentes?

Apesar de o conceito de cidade inteligente ser relativamente recente, ele já se consolidou como assunto fundamental na discussão da…