Cinco razões para comprar Portaria Remota

Por Marcos Sousa

Sempre afirmo que não vendemos mais segurança porque só falamos em segurança. Sempre estamos pensando dentro da caixinha com 4 paredes: segurança, conforto, tranquilidade e proteção. Já tratei em artigos anteriores as cinco razões para vender mais alarmes e outro com cinco razões para vender mais CFTV. Vamos agora falar de Portaria Remota.

Antes de apresentar as cinco palavras, entenda que essas são motivações e desejos muito fortes de quem está inserido no contexto de condomínios, seja síndicos, usuários ou moradores. Vejamos:

1- Processo
Já morei em diversos condomínios e um dos maiores problemas é fazer todos moradores e visitantes seguirem os procedimentos da portaria. Muitos se sentem superiores aos demais, outros são indisciplinados e muitos reclamam e retaliam quando são cobrados pelo porteiro. O processo é comprometido porque não são cumpridas normas mínimas.

Quando você coloca portaria remota, as relações se tornam impessoais. O foco agora é no processo e procedimento e não mais no porteiro Zé ou Dr. João, morador do 702. Não há risco de retaliações, ameaças ou tratamentos privilegiados ao morador A ou B. Afastamos a portaria do furacão.

2- Continuidade
Canso de ver portarias em condomínios abandonadas porque não se consegue implementar o plano B (reposição) quando o porteiro está doente ou não comparece ao trabalho. O plano C é sempre o auxiliar de limpeza, zelador ou síndico assumir o posto.

Um processo para ser eficiente deve ser contínuo. Ou seja, não se pode parar o processo por falta de uma pessoa na portaria. Quando você contrata uma empresa de portaria remota, você tem plano B e C para casos de emergências. Mas sempre importante você exigir no contrato a execução desses planos reservas sob pena de multas por descumprimento de contrato.

3- Informação
Outro grande problema em portaria é saber: Quem entrou? Quanto tempo ficou? Estava autorizado? Pegou carona ou vácuo? Quando pode entrar? Mais do que simplesmente abrir e fechar a porta, um sistema de portaria deve armazenar toda informação possível (conversa, imagem e dados) sobre acesso de moradores, visitantes e usuários do condomínio.

E – mais importante do que simplesmente armazenar as informações – é ter certeza de que elas estão seguras em um lugar remoto e que seja feito backup na nuvem. Melhor ainda quando o morador recebe no seu aplicativo a notificação em tempo real da entrada e saída de seus filhos, cônjuge, empregada e demais prestadores de serviços.

4- Liberdade
Quantas vezes não conseguimos sair de casa porque estamos esperando aquela tão esperada encomenda, documento, SEDEX ou visitante? Você teria muitas outras coisas para fazer, mas tem que estar fisicamente no apartamento ou na casa para recebê-los.

Quando se investe em uma portaria remota, uma das principais vantagens é você falar diretamente com quem acionou o botão na portaria através do seu celular. Você não precisa estar fisicamente presente para liberar um acesso. Existem soluções no mercado que você pode enviar um QR code para o celular do visitante. Ao chegar no local, basta apresentar o código ao leitor para ter acesso liberado sem precisar acionar a portaria remota. Ah! E esse QR code expira após uso.

5- Lucros
Muitos síndicos pensam em adotar portaria remota, mas dizem que não têm recursos e ainda devem atender outras prioridades: piscina aquecida, comprar geradores, equipar academia, pagar folha… Não compram portaria remota porque não têm recurso. Não têm recurso porque gastam mais e gastam mais porque não tem portaria remota. Circulo vicioso e negativo. Lençol curto para cobrir cabeça e pés.

Quando se investe em portaria remota você consegue diminuir custos como folha de pagamento, gastos com manutenção de portões eletrônicos e interfones, indenizações a moradores ou funcionários, horas extra, etc. Essa economia subsidiará justamente aqueles outros investimentos que o síndico mais deseja fazer no condomínio. A portaria promove receita e não mais custos.

Você percebeu que chegamos ao final do texto e em nenhum momento falei de segurança? Vou repetir! Muitos não vendem segurança porque só falam em segurança. Prefiro falar das palavras mais desejadas por quem administra, transita e mora em condomínios.

Tenho viajado por todo Brasil fazendo várias palestras de lançamento de portaria remota. Tenho mais quinze palavras vendedoras como essas acima. Me procure se tiver dificuldades em vender portaria remota.

Enfim, qual é a principal receita pra vender mais portaria remota? Não faça os síndicos e moradores comprarem o que você vende. Venda o que eles mais querem comprar.

Marcos Antonio de Sousa
É conferencista internacional, palestrante, escritor e especialista em vendas, comportamento e Programação Neurolinguística (PNL). Diretor da superação treinamentos e consultoria. graduado em engenharia elétrica pela UFPB e MBA em marketing pela FGV. Trainer e master em PNL. Referência internacional no mercado de segurança privada e uma das referências nacionais em NeuroVendas. Já realizou mais de 1000 palestras e treinou mais de 40.000 pessoas nos últimos 15 anos. Já realizou palestras em mais de 10 países em quatro continentes e nos grandes eventos de vendas do Brasil. Articulista em diversos jornais, portais e revistas do país. Para saber mais, acesse: http://www.marcossousa.com.br/

Notícias Relacionadas

Destaque

Exposec 2024 é o maior palco das novas tecnologias em segurança pública e privada na América Latina

Maior feira internacional de segurança da América Latina acontece de 4 a 6 de junho, no São Paulo Expo; organização…

Destaque

Dahua Technology anuncia primeiro vice-presidente para operação Brasil

Francisco Menezes, com quase 20 anos de experiência na Huawei, assume vice-presidência da Dahua para ampliar novos negócios e vendas…

Destaque

Monitoramento veicular alerta para fadiga e uso de celular 

Sistema analisa imagens no interior da cabine e emite alertas para motorista e gestor de frotas Imagine um sistema de…