Bosch Security Systems se integra a outras divisões e passa a ser chamada de Bosch Building Technologies

A partir de 1º de março de 2018, a divisão Bosch Security Systems será conhecida como Bosch Building Technologies. No negócio de integração de sistemas, a Bosch Security Systems já oferece aos seus clientes mais do que soluções de segurança, proteção e tecnologia de comunicação. “Queremos que o nosso portfólio também reflita melhor em nosso nome”, disse Gert van Iperen, presidente da divisão Bosch Security Systems. A divisão compreende duas unidades discretamente organizadas, o negócio de produtos globais e o negócio de serviços de integração de sistemas regionais, que atua em oito países.

Nesses oito países, a unidade de integração de sistemas fornece soluções integradas para edifícios comerciais. Dependendo da região, o portfólio inclui a construção de segurança, serviços de energia e automação de construção. Para clientes, isso significa planejamento, instalação e operação dessas soluções, bem como serviços adicionais, de uma única fonte.

O negócio de produtos continuará a operar como um fornecedor global de sistemas de vídeo, intrusão, alarme de incêndio e alarme de voz, bem como de sistemas de controle de acesso e software de gerenciamento , tudo sob a marca Bosch. Seu portfólio é arredondado com sistemas profissionais de áudio e conferência para transmissão de voz, som e música. Os produtos são distribuídos exclusivamente para integradores de sistemas ou através de revendedores por atacado. Esta etapa não afetará os nomes das entidades legais da divisão.

Soluções integradas de uma única fonte: a nova unidade comercial de segurança

Em seu negócio de produtos, a Bosch Security Systems irá fundir seus sistemas de vídeo, detecção de intrusão, bem como suas unidades de negócios de controle de acesso e gerenciamento de software para formar uma única unidade de negócios, conhecida como Security (em português, Segurança).

Ao fazer isso, a Bosch está respondendo à demanda crescente por soluções de segurança integradas, específicas do setor.”Ao combinar essas três unidades de negócios, nosso objetivo é garantir que possamos atender às necessidades de nossos clientes ainda melhor no futuro. Nos próximos anos, queremos moldar ativamente o processo de transformação provocado pela internet, bem como focar mais em conectividade, soluções integradas e serviços. Ao mesmo tempo, essa medida fortalecerá nossa competitividade “, explicou Van Iperen.

Notícias Relacionadas

Destaque

PositivoSEG orienta empresas que pretendem investir em segurança eletrônica e não sabem por onde começar

Diretor de IoT, José Ricardo Tobias elenca cinco passos iniciais que vão garantir uma escolha inteligente para proteger os ativos…

Destaque

LogPlace inicia transporte de cargas de alto valor em parceria com a TBForte

O lançamento do serviço foi marcado por uma homenagem ao piloto Ayrton Senna com transporte do capacete utilizado em 1988…

Cases

Lotérica reduz custo na gestão de numerário e zera perdas com cofre inteligente

Cansado de assaltos e de perder horas do dia fazendo a contagem das cédulas, o empresário José Eduardo Nogueira de…