Alta tecnologia em segurança avança para proteger com mais eficiência vidas e patrimônio – Proteção Perimetral

Por Hervem Bozello

É uma percepção e o senso comum que uma das maiores, senão a maior das preocupações do brasileiro é a segurança pessoal, da sua família, ou do seu patrimônio. Não há quem não preste atenção em qualquer informação ou notícia sobre esse assunto.

Parte dessa percepção se dá por uma sensação de que há crescimento do número de novas ocorrências e pelo advento de novas modalidade de delitos, em especial os praticados por quadrilhas, como exemplos: a quebra de muros, a fuga de presídios.

Hoje, ainda que com grande esforço e emprego de métodos consagrados e outros modernos, as forças de segurança (públicas e/ou privadas) não conseguem conter o avanço da criminalidade, portanto e neste sentido, nada melhor que contar com soluções avançadas e tecnologicamente eficientes a seu favor.

Nesta esteira e visando combater estes delitos o desenvolvimento e novas tecnologias surgem para impedir ou inibir problemas dessa ordem.

Recentemente e com foco na proteção perimetral, uma inovadora tecnologia desenvolvida por uma deep tech brasileira, chamada Alfa Sense, chegou ao mercado de segurança. O sensoriamento óptico, tecnologia capaz de detectar e alarmar de forma imediata e com precisão, sem falsos alarmes, qualquer tentativa de invasão.

Esta inovação, integra-se facilmente a outras tecnologias (câmeras, muros, alambrados etc.) e transforma a barreira perimetral num dispositivo de alta segurança para condomínios, residências ou empresas. Frise-se durante as 24 horas do dia.

Concebido especialmente para qualquer tipo de perímetros, inclusive os complexos, com extensão de até 4 km, o produto se destaca pelo desempenho na proteção perimetral, transformando um cabo de fibra óptica num “microfone” distribuído para captação sonora dos eventos que ocorrem em campo.

Um software, construído com a capacidade de ler os algoritmos especiais (assinaturas únicas), interpreta e converte estes sinais como se fossem “impressão digital” de cada evento (passos, veículos, animais, cortes, escavações, impactos etc.), podendo desta forma, filtrar e classificar com precisão eventos críticos no perímetro, distinguindo-os daqueles que não representam perigo, a exemplo de: chuva, vento forte, pássaros, pequenos animais, entre outros.

A grande vantagem desta “solução avançada” frente a outras tecnologias, é que “alarma” com precisão aqueles eventos que representam real perigo: tentativas de corte de alambrado, escaladas, passos, tentativas de escavação, tentativas de quebra de muro ou tentativas de serra no gradil, entre outros, tornando a gestão e a pronta resposta mais eficientes, facilitando muito a interpretação do evento crítico pelos Operacionais.

Outro atributo de grande importância para a segurança perimetral e que se destaca dentre muitos outros é a eliminação, de forma inédita, pois totalmente automatizada e livre de falhas do próprio sistema, do falso positivo em campo, reduzindo custos operacionais com desnecessários deslocamentos.

Para extensões perimetrais maiores, de até 20 quilômetros, foi desenvolvida uma outra solução nacional ainda mais eficaz, capaz de monitorar e alertar com precisão qualquer tentativa de invasão por meio de um avançado sistema de geolocalização, que utiliza “zonas virtuais flexíveis”, em número ilimitado, para detectar, classificar e localizar exatamente qualquer evento potencialmente crítico antes de sua ocorrência. Com estas características geram-se alertas imediatos e precisos, que permitem “pronta resposta”, adequada e objetiva pelo operador.

Essa nova tecnologia conta com avanços muito importantes, uma vez que utiliza como sensor de campo uma fibra óptica comum de mercado, sem componentes elétricos ou eletrônicos para o monitoramento do perímetro. Esse sensor óptico é robusto e durável (25 anos de garantia), imune a raios, a fenômenos climáticos, a maresia e a quaisquer tipos de interferências eletromagnéticas (EMI) ou de rádio (RFI), ideal para os desafios do território brasileiro.

Outro ponto importante a ser destacado é a flexibilidade de possibilidades de aplicações desta solução avançada, concebidas inicialmente para elevar o nível de segurança e reduzir custo operacional na proteção de estruturas urbanas (condomínios residenciais e industriais), foram expandidas e são empregadas para os mercados de Segurança Eletrônica, Defesa, Energia, Mineração e Óleo & Gás (centros logísticos e de distribuição, portos, aeroportos, indústrias, unidades do setor prisional, subestações de energia, unidades fotovoltaicas terrestres, unidades fotovoltaicas flutuantes, entre muitos outros).

A integração com outros vários “sistemas convencionais” é grande diferencial dessas novas soluções avançadas. A integração é simples e rápida às centrais de alarme, sistemas de controle de acesso, a softwares e equipamentos como VMS, NVR, DVR, drones, entre outros dispositivos.

Esta integração com os demais recursos de segurança permite direcionar automaticamente câmeras, acionar luzes ou sinal sonoro em campo, atuar em sistemas de controle de acesso, permitindo ações e reações, sem exposição a riscos e acionamento dos protocolos de “pronta resposta” do operador, transformando assim, qualquer perímetro numa barreira de alta proteção.

De aplicação extremamente flexível, essas soluções avançadas têm, inclusive, a capacidade de proteger até trechos sob o solo, um recurso muito importante para a segurança perimetral. Ao instalar a fibra óptica no solo cria-se uma “barreira virtual” e, portanto, invisível ao agressor, aplicável a ambientes onde não é permitido construir muros ou cercas, em especial nas Áreas de Proteção Ambiental (APAs) ou Áreas de Proteção Permanente (APPs).

O objetivo da barreira virtual protetora é a detecção precisa da aproximação de pessoas e veículos. Enfatizando sua ampla gama de aplicações, destacamos que o sensoriamento óptico também pode ser utilizado para monitorar áreas de acesso restrito (cofres, depósitos de armas, subestação de energia), neste caso, indo além do security, entrando no safety prevenindo acidentes, preservando vidas.

O setor de segurança brasileiro a cada momento comprova o alto nível tecnológico empregado no desenvolvimento destas soluções, bem como a multiplicidade de aplicações, a proatividade e precisão do sensoriamento óptico para segurança perimetral. O domínio e avanço tecnológico no desenvolvimento, fabricação e implantação dos sistemas permitem entregar soluções avançadas com alto desempenho e o melhor custo-benefício aos usuários, tendo como grande diferencial a aplicação às características e cenário brasileiro.

São soluções inovadoras, como a que comentamos neste artigo, que incorporam alto nível tecnológico, que são aliados dos operadores e dos cidadãos e que trabalham a favor da vida.

Hervem Hudson Bozello é Tenente Coronel Veterano da Polícia Militar de São Paulo, Advogado (pós-graduado em Direto Público e LGPD) e Consultor e Especialista em Segurança Empresarial, com 40 anos de experiência em gestão de riscos e ações de proteção e defesa nos segmentos público e privado, com participação direta na formulação de Políticas de Segurança Empresarial, Planos Municipais de Segurança Pública, Planos de Segurança Patrimonial para estrutura de Óleo e Gás, Condomínios Residenciais, Empresariais e Industriais.

Notícias Relacionadas

Destaque

Polícia Federal deve iniciar fiscalização a bancos após 1 ano da publicação da portaria sobre segurança privada

Neste mês, completa um ano desde a publicação da portaria que regulamenta iniciativas para aumentar a segurança da população, empresas…

Destaque

Auvo Lança Auvo Chat na Exposec 2024: Inovação em Comunicação para o Setor de Segurança Eletrônica

A Auvo, plataforma completa de gestão para equipes externas, confirma presença na Exposec 2024 e apresenta uma inovação ao público…

Destaque

Aeroscan e Performancelab na Exposec: onde a segurança e a eficiência se encontram

É com essa mensagem que Aeroscan e Performancelab juntas na Exposec reafirmam a integração de suas plataformas para aumentar o…