Aeroporto em SC começa a testar reconhecimento facial para validar embarques

Reconhecimento facial é uma tecnologia que sempre traz polêmica, e agora essa discussão está se aproximando dos aeroportos. Em Santa Catarina, o Aeroporto Internacional Hercílio Luz, de Florianópolis, começou a utilizar esse método de autenticação para permitir ou rejeitar o embarque de passageiros. É o primeiro do país a testar esse sistema.

A iniciativa não é exclusivamente de Santa Catarina; o estado apenas é o primeiro a receber os testes. O projeto, chamado Embarque Seguro, parte do Ministério da Infraestrutura e desenvolvido em parceria com a Serpro, a empresa estatal de tecnologia e desenvolvimento de software do governo federal. O aeroporto de Florianópolis foi escolhido por já contar com a infraestrutura necessária para a implementação.

Ao tentar embarcar, o passageiro tem seu rosto escaneado e a informação é cruzada com os bancos de dados governamentais para realizar a identificação. Inicialmente, a comparação é feita com o banco do Denatran, com cerca de 56 milhões de registros, mas a ideia é expandir essa capacidade para outros bancos, já que não são poucos os brasileiros que não têm carteira de habilitação.

A Serpro destaca que a iniciativa traz um benefício importante em tempos de pandemia de Covid-19, minimizando o contato social necessário para a verificação de identidade, desde o despacho de bagagem até o embarque. A empresa também destaca que a tecnologia pode ser usada para facilitar a identificação e rastreamento de viajantes que tenham passado por localidades de risco.

Por enquanto, os testes são realizados apenas com passageiros voluntários, que voem pela companhia Latam. A conferência é feita no momento do check-in eletrônico, que vincula uma foto ao bilhete aéreo. Esse processo facilita o acesso à sala de embarque e permite a entrada na aeronave sem apresentação de documentos.

Tecnologia de identificação por reconhecimento facial não são totalmente novidade em aeroportos brasileiros, no entanto. O Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, conta com um sistema de identificação facial utilizado para facilitar o processo de imigração. O sistema prevê o escaneamento do passaporte em conjunto com escaneamento do rosto para verificação de identidade.

Notícias Relacionadas

Artigos

Home office e o fim das bobinas: como relógios de ponto e a gestão de horas estão mudando no Brasil

Por Cláudio Ribeiro, Evartel Brasil Durante muito tempo, o Brasil ficou atrasado quanto aos registros de pontos em empresas por…

Destaque

ODATA chega ao México e vai construir o maior data center do país

Com o foco em atender seus clientes globais por meio de uma única plataforma na América Latina, oferecendo agilidade na…

Artigos

Contribuições do gerenciamento de vídeo para o retorno seguro ao trabalho

Por Andrei Junqueira A tecnologia tornou-se uma aliada para ajudar a proteger as pessoas no retorno ao novo normal. Os…