A segurança a um clique de distância

Por Marco Antônio Barbosa, especialista em segurança e diretor da CAME do Brasil. Possui mestrado em Administração de empresas, MBA em Finanças e diversas pós-graduações nas áreas de marketing e negócios

Nós vivemos em uma época onde a tecnologia evolui diariamente. O que era ontem, não é mais hoje e estará muito defasado amanhã. Apesar de já estarmos acostumados com a urgência do novo, algo mudou com a chegada da inteligência artificial. Não é nenhuma novidade o seu uso, mas a popularização de ferramentas como o ChatGPT colocou essa corrida em outro patamar. Todos podem acessar com um clique, sem custo.

O acesso à IA é um novo marco para a tecnologia e vai movimentar cada vez mais o mercado. Nenhum setor deve ficar de fora, muito menos a segurança eletrônica.

O Brasil era um país que ainda não tinha mergulhado nas compras on-line ou no hábito de realizar tudo pelo celular. Mas a pandemia veio para acelerar esse processo. Para se ter uma ideia, no ano passado, as vendas totais registradas no e-commerce brasileiro atingiram a marca de R$ 169,6 bilhões. Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) revelam um crescimento de 5% em relação ao ano anterior. Foram cerca de 368,7 milhões de pedidos e um ticket médio de R$ 460 por cliente.

Perdemos o medo da tecnologia. Mas o que isso tem a ver com segurança e IA?

Cada vez mais queremos ter o controle de tudo o que nos cerca com um clique ou um toque no celular. Agora, sua cancela, catraca, câmera, drone ou até tecnologias mais robustas, como um dilacerador de pneu ou bollards, podem e devem ser acessadas de qualquer lugar, a um clique de distância.

Apesar de parecer algo para o futuro, isso já é uma realidade. O mercado de segurança já oferece tecnologias que podem acessar os dados de uma catraca, por exemplo, e verificar automaticamente se pode liberar a entrada de alguém que está fazendo o reconhecimento facial. Além disso, pode entender uma avaria e, sem que você faça nada, agendar um técnico.

Se alguém forçar a entrada por uma cancela, os outros sistemas de segurança da sua empresa podem ser acionados automaticamente, pois estão todos integrados. Isso não acontece somente em Hollywood, pode acontecer na sua casa ou empresa.

O lado bom da facilidade e comodidade também tem um lado ruim, o da vulnerabilidade. É preciso ficar atento à seriedade das empresas que fazem a sua segurança e como armazenam dados e informações sobre suas tecnologias. Um vazamento de informação pode ser a chance para que criminosos consigam entrar sem serem percebidos.

Por isso, por mais que nossa segurança esteja a um clique de distância, ainda é muito importante o fator humano na escolha e gestão dessas tecnologias. Somos nós que escolhemos quem terá acesso às nossas informações e, atualmente, esses dados são as nossas principais fortunas.

Notícias Relacionadas

Destaque

Exposec 2024 é o maior palco das novas tecnologias em segurança pública e privada na América Latina

Maior feira internacional de segurança da América Latina acontece de 4 a 6 de junho, no São Paulo Expo; organização…

Destaque

Dahua Technology anuncia primeiro vice-presidente para operação Brasil

Francisco Menezes, com quase 20 anos de experiência na Huawei, assume vice-presidência da Dahua para ampliar novos negócios e vendas…

Destaque

Monitoramento veicular alerta para fadiga e uso de celular 

Sistema analisa imagens no interior da cabine e emite alertas para motorista e gestor de frotas Imagine um sistema de…