A Internet das coisas como foco do cliente

Investir em inovação significa simplificar a vida de seus clientes, oferecendo soluções de qualidade confiáveis e fáceis de usar. Pensar como cliente, ouvindo-o e desenvolvendo produtos adaptáveis a ele, sempre está na pauta das grandes, pequenas e médias empresas. Muitas delas apostam em profissionais de pesquisa e desenvolvimento além das áreas de marketing e comercial com foco em perceber as necessidades de novos produtos, que nascem para solucionar problemas do dia a dia dos clientes. O que no início era chamado de tropicalização, “adaptar” produtos mundiais à realidade do mercado brasileiro, já há muito tempo se transformou em pesquisa e desenvolvimento, e inicia assim a especificação com foco no cliente.

Em IoT não é diferente. A Internet das Coisas em sua essência abrange acessibilidade, controle e/ou gerenciamento na Internet. É falar de produtos que se comunicam entre si e que sejam acessíveis, integrando-se ao celular, tablet, APP, browser e outros. São produtos que facilitam a vida das pessoas, tornando-a mais segura, econômica e com ganho de tempo efetivo.

Atualmente, não somente computadores e equipamentos como TVs e Smartphones estão conectados à Internet, mas equipamentos como roteadores wi fi, câmeras de vídeomonitoramento, automóveis, sistemas de alarme e até mesmo lâmpadas, geladeiras e motores. Estas e muitas outras “coisas” estão e, cada vez mais serão, conectadas para que possamos monitorá-las, interagir remotamente com elas e entre elas. Estes equipamentos evoluem constantemente para que tenham linguagem de comunicação universal e possam somar a um ecossistema de máquinas que se comunicam e que, possivelmente, tornarão o dia a dia mais inteligente.

Com o smartphone, por exemplo, é possível configurar um roteador para bloquear acesso dos filhos a conteúdos indesejados, acessar câmera de segurança da casa ou do escritório com imagem ao vivo e gravações, habilitar ou desarmar o alarme da casa ou até mesmo atender o interfone no celular. Tudo isso em longa ou próxima distância.

O investimento das companhias em produtos inovadores, inteligentes, fáceis e confiáveis é parte do compromisso em aproximar os clientes a soluções conectadas que realmente importam. O conceito de IoT já existia mesmo antes de receber esse nome. Por isso, os polos tecnológicos têm muito a contribuir e ainda muito o que aprender, sem perder o foco na usabilidade e em como essas soluções que podem de fato, agregar na vida das pessoas.

Aluisio Maykot Serafim é especialista em marketing de produto da Intelbras.

Notícias Relacionadas

Destaque

Monitoramento veicular alerta para fadiga e uso de celular 

Sistema analisa imagens no interior da cabine e emite alertas para motorista e gestor de frotas Imagine um sistema de…

Destaque

Como a segurança é garantida em eventos que lidam com grandes públicos?

O Brasil tem se destacado no cenário internacional como um dos principais destinos para grandes eventos, atraindo multidões de fãs…

Destaque

Axis Communications Brasil recebe certificação Great Place To Work

Para 95% dos colaboradores, a empresa, que já conta com a certificação na Europa, Oriente Médio e África, é um…