À exemplo de Nova Iorque e São Paulo, Presidente Prudente ganhará câmeras inteligentes de monitoramento

A partir da segunda quinzena de julho, o município de Presidente Prudente receberá sete câmeras inteligentes e de alta definição para testes de monitoramento com vídeo analítico.

A iniciativa é do governo de Presidente Prudente, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública (Semob) em parceria com a empresa multinacional Genetec, através do representante Vences, que realizou a doação do software e dos equipamentos para a central de monitoramento.

A implantação do projeto em Presidente Prudente se dá após visita técnica do prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho, juntamente com os secretários Luiz Abel Gomes Brondi (Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Habitação) e Adalto Lúcio Cardoso (Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública) na sede da empresa multinacional Genetec, localizada na capital paulista, momento em que conseguiram sem custo mais um recurso tecnológico e inovador para o município.

“Esse recurso é mais uma forma de atribuir segurança para a população de Presidente Prudente por meio da tecnologia e da inovação e o melhor de tudo, é que teremos essas novas funcionalidades sem investir recursos públicos”, explica o prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho.

Ele acrescenta que o principal diferencial deste programa é a participação da população prudentina na formação de uma ampla rede de vídeo monitoramento por meio de câmeras públicas e privadas compatíveis com a tecnologia Detecta.

Câmeras inteligentes e de alta definição, para testes de monitoramento com vídeo analítico, entram em operação em julho, em Presidente Prudente.

Segundo o secretário da Semob de Presidente Prudente, sete câmeras iniciais para testes serão instaladas em pontos estratégicos onde há maior concentração e fluxo de pessoas no município.

“Já temos duas câmeras em pleno funcionamento no Calçadão de Presidente Prudente e em fase de testes. Em breve, teremos a instalação de câmeras inteligentes e de alta resolução em escolas, postos de saúde, entradas e saídas da cidade e praças públicas”, explica.

O secretário afirma que a expectativa é grande para a implantação das câmeras em sua totalidade, pois o objetivo é inibir assaltos, roubos, pichações em prédios públicos e privados, reconhecimento facial de pessoas desaparecidas ou procuradas, verificação de infrações de trânsito e outras funcionalidades”, comenta o secretário.

Thiago Mário é técnico em sistema de segurança eletrônica e explica que por meio destas câmeras e radares, também será possível realizar leitura de placas de carros (LAP – Leitura Automática de Placa) que tenham pendências, além de apreensão de veículos roubados ou clonados”, explica.

Ele ressalta que o sistema conta com função analítica, que é capaz de analisar atitudes suspeitas em tempo real ou ainda ajudar no reconhecimento e busca de pessoas desaparecidas, enviando alerta imediato à Secretaria de Segurança Pública, além de ter tecnologia de ponta com criptografia e armazenamento em nuvem.

“Neste molde, não é necessário operador para controlar as câmeras. Após as devidas configurações, as funções são ativadas para emitir notificações em tempo real para a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo sobre atitudes suspeitas ou qualquer tipo de irregularidade e claro, por meio desse monitoramento, espera-se diminuir as ocorrências nos locais onde estão sendo feitas as instalações”, menciona.

Segurança reforçada

Estima-se que a redução de infrações nos locais onde há monitoramento e compartilhamento das imagens em tempo real através do projeto Luz Azul com o Projeto Detecta seja de até 25%. Este é o mesmo sistema utilizado no monitoramento de grandes cidades, como Nova Iorque, São Paulo, Guararema, Cubatão e São Carlos.

Iniciativas privadas poderão compartilhar suas imagens de residências, lojas e estabelecimentos com câmeras compatíveis com a tecnologia para compor o banco de dados, podendo se unir para compartilhar suas imagens.

Segurança local

A empresa Vences, por meio do seu representante Antônio Carlos, responsável por consultoria e planejamento de projetos para vídeo monitoramentos cedeu para Presidente Prudente uma plataforma do software de monitoramento `Genetec Security Center Base Package, além de uma central formada por 6 monitores para receber as primeiras câmeras do sistema.

Com esta central, membros do poder privado que queiram contribuir, poderão participar fornecendo imagens por meio de câmeras e licenças que sejam compatíveis com o sistema.

Notícias Relacionadas

Destaque

CentralSquare e Genetec fazem parceria para levar vídeo em tempo real aos socorristas

O CentralSquare, desenvolvedora de software de segurança pública, anuncia que firmou uma parceria com a Genetec. A parceria combina as…

Destaque

Segurança eletrônica é mais do que apenas equipamentos

O mercado da segurança eletrônica é um dos que mais cresce e um dos que gera mais emprego e renda…

Destaque

Policiais poderão fazer reconhecimento facial de suspeitos nas ruas usando câmera do celular

Ainda neste mês de outubro, policiais poderão fazer reconhecimento facial de suspeitos sem identificação em abordagem nas ruas com nova…