À exemplo de Nova Iorque e São Paulo, Presidente Prudente ganhará câmeras inteligentes de monitoramento

A partir da segunda quinzena de julho, o município de Presidente Prudente receberá sete câmeras inteligentes e de alta definição para testes de monitoramento com vídeo analítico.

A iniciativa é do governo de Presidente Prudente, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública (Semob) em parceria com a empresa multinacional Genetec, através do representante Vences, que realizou a doação do software e dos equipamentos para a central de monitoramento.

A implantação do projeto em Presidente Prudente se dá após visita técnica do prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho, juntamente com os secretários Luiz Abel Gomes Brondi (Planejamento, Desenvolvimento Urbano e Habitação) e Adalto Lúcio Cardoso (Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública) na sede da empresa multinacional Genetec, localizada na capital paulista, momento em que conseguiram sem custo mais um recurso tecnológico e inovador para o município.

“Esse recurso é mais uma forma de atribuir segurança para a população de Presidente Prudente por meio da tecnologia e da inovação e o melhor de tudo, é que teremos essas novas funcionalidades sem investir recursos públicos”, explica o prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho.

Ele acrescenta que o principal diferencial deste programa é a participação da população prudentina na formação de uma ampla rede de vídeo monitoramento por meio de câmeras públicas e privadas compatíveis com a tecnologia Detecta.

Câmeras inteligentes e de alta definição, para testes de monitoramento com vídeo analítico, entram em operação em julho, em Presidente Prudente.

Segundo o secretário da Semob de Presidente Prudente, sete câmeras iniciais para testes serão instaladas em pontos estratégicos onde há maior concentração e fluxo de pessoas no município.

“Já temos duas câmeras em pleno funcionamento no Calçadão de Presidente Prudente e em fase de testes. Em breve, teremos a instalação de câmeras inteligentes e de alta resolução em escolas, postos de saúde, entradas e saídas da cidade e praças públicas”, explica.

O secretário afirma que a expectativa é grande para a implantação das câmeras em sua totalidade, pois o objetivo é inibir assaltos, roubos, pichações em prédios públicos e privados, reconhecimento facial de pessoas desaparecidas ou procuradas, verificação de infrações de trânsito e outras funcionalidades”, comenta o secretário.

Thiago Mário é técnico em sistema de segurança eletrônica e explica que por meio destas câmeras e radares, também será possível realizar leitura de placas de carros (LAP – Leitura Automática de Placa) que tenham pendências, além de apreensão de veículos roubados ou clonados”, explica.

Ele ressalta que o sistema conta com função analítica, que é capaz de analisar atitudes suspeitas em tempo real ou ainda ajudar no reconhecimento e busca de pessoas desaparecidas, enviando alerta imediato à Secretaria de Segurança Pública, além de ter tecnologia de ponta com criptografia e armazenamento em nuvem.

“Neste molde, não é necessário operador para controlar as câmeras. Após as devidas configurações, as funções são ativadas para emitir notificações em tempo real para a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo sobre atitudes suspeitas ou qualquer tipo de irregularidade e claro, por meio desse monitoramento, espera-se diminuir as ocorrências nos locais onde estão sendo feitas as instalações”, menciona.

Segurança reforçada

Estima-se que a redução de infrações nos locais onde há monitoramento e compartilhamento das imagens em tempo real através do projeto Luz Azul com o Projeto Detecta seja de até 25%. Este é o mesmo sistema utilizado no monitoramento de grandes cidades, como Nova Iorque, São Paulo, Guararema, Cubatão e São Carlos.

Iniciativas privadas poderão compartilhar suas imagens de residências, lojas e estabelecimentos com câmeras compatíveis com a tecnologia para compor o banco de dados, podendo se unir para compartilhar suas imagens.

Segurança local

A empresa Vences, por meio do seu representante Antônio Carlos, responsável por consultoria e planejamento de projetos para vídeo monitoramentos cedeu para Presidente Prudente uma plataforma do software de monitoramento `Genetec Security Center Base Package, além de uma central formada por 6 monitores para receber as primeiras câmeras do sistema.

Com esta central, membros do poder privado que queiram contribuir, poderão participar fornecendo imagens por meio de câmeras e licenças que sejam compatíveis com o sistema.

Notícias Relacionadas

Artigos

Bem-vindo à era da identidade centrada no indivíduo

Por Marcelo Annarumma A primeira metade do ano teve movimentação interessante no sentido de o Brasil dar seus primeiros passos…

Destaque

Metrô de São Paulo vai implementar câmeras com reconhecimento facial

As estações das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha do Metrô de São Paulo vão ganhar novas câmeras de monitoramento com…

Destaque

Axis melhora capacidade das câmeras com nova geração do chip ARTPEC

A 7ª geração do chip Artpec da fabricante sueca Axis Communications chega ao mercado com ajustes que agregam novos recursos…