Intelbras lança roteadores com tecnologia Wi-Fi Mesh

A Intelbras apresentou ao mercado seus novos roteadores da linha Twibi, com os modelos Twibi Giga e Twibi Fast. Os equipamentos utilizam sistema Wi-Fi Mesh que proporciona sinal forte e constante em cada milímetro do imóvel, além de preparar as residências para a Internet das Coisas (IoT).

Segundo a consultoria norte-americana Gartner, 8,4 bilhões de equipamentos e soluções estavam conectadas à internet e em uso no ano passado. Isso é 31% a mais do que o registrado em 2016 e a previsão é chegar a 20,4 bilhões até 2020 com 50 dispositivos em uso dentro de cada residência. China, América do Norte e a Europa Ocidental estão impulsionando o uso da Internet das Coisas – as três regiões juntas representam 67% da base total instalada no ano passado – porém há muito espaço para crescimento em países em desenvolvimento, como o Brasil.

“Os Twibis aliam alta tecnologia, design atual e discreto com conceitos de interatividade, Smart Homes e IoT. O universo da Internet das Coisas movimentou US$ 8 bilhões no Brasil somente em 2018, sendo assim, a Intelbras enxergou essa oportunidade e apresenta ao mercado brasileiro produtos que se conectam, com interface intuitiva, que tornam as residências mais inteligentes, como os Twibis Giga e Fast, que são a solução definitiva de Wi-Fi para residências”, afirmou Aluísio Serafim, gerente de Segmento de Redes Home & Office da Intelbras.

Os Twibis, conectam até 40 dispositivos (Fast) e 60 dispositivos (Giga) ao mesmo tempo, como celulares, smart TVs, notebooks e videogames. O controle é todo feito pelo aplicativo gratuito, no qual o usuário pode, por exemplo, definir o que seus filhos veem e o tempo que ficam online, dar mais liberdade para as suas visitas liberando uma rede Wi-Fi exclusiva para elas por um período pré- -determinado, bloquear usuários e realizar a priorização de banda de internet. Além disso, é possível aumentar ainda mais a cober- Intelbras lança roteadores com tecnologia Wi-Fi Mesh tura de Wi-Fi do imóvel com a adição de outros módulos – até 180 m² por unidade de Twibi Giga e até 100 m² por unidade de Twibi Fast – sendo sugeridas até seis unidades por rede.

“Os equipamentos se comunicam criando uma rede Wi-Fi que distribui um sinal sempre forte, constante e sem pontos cegos dentro do imóvel do usuário. Nós da Intelbras acreditamos que os novos produtos terão impacto muito positivo em um mercado cada vez mais conectado e com o aumento da procura por sistemas inteligentes integrados”, Amilcar Scheffer, diretor da unidade de redes da empresa. ”A Intelbras investe 6% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento, o que resulta em produtos de alta qualidade, inovadores e com ótimo custo-benefício como os Twibis Giga e Fast. Temos certeza que os equipamentos serão um sucesso de vendas”, finaliza o executivo.

Tecnologia Mesh

Podemos considerar a rede Mesh como uma “rede de nós”, pois neste caso, diferentemente do que ocorre nos sistemas tradicionais, não há um único roteador conectado à internet, mas sim vários. Juntos, eles se conectam para criar uma única e potente rede Wi-Fi.

Muitos podem ter dúvidas de qual a diferença dos roteadores Mesh em relação aos roteadores e repetidores tradicionais, e a diferença é que os aparelhos Mesh são dotados de uma inteligência que permite que cada ponto da malha Wi-Fi abasteça o outro com uma banda maior, em vez de apenas receber o sinal unilateral vindo do roteador principal. Para espalhar sinal estável em grandes ambientes, podem ser utilizados vários aparelhos físicos que, além de trocar informações entre si, também trocam informações com os dispositivos conectados, garantindo sempre a melhor conexão de banda e frequência para cada um deles.

Notícias Relacionadas

Destaque

Vizinhanças apostam em câmeras IP e grupos de WhatsApp para se proteger do crime

Diversas regiões de todo o estado de São Paulo, da capital ao litoral, estão apostando em iniciativas próprias para assegurar…

Destaque

Bombeiros de Los Angeles usam drones em aplicações de segurança pública

A DJI anunciou uma parceria de desenvolvimento de soluções com o Corpo de Bombeiros de Los Angeles (Los Angeles Fire…

Destaque

Governo quer regular o reconhecimento facial para vigilância pública

O governo federal quer propor um projeto de lei para regulamentar a vigilância estatal por meio de tecnologias de reconhecimento…