Inovação no sistema de ronda de vigilantes

Uma das marcas mais reconhecidas do Varejo em todo o mundo, a multinacional Walmart conta com um sistema de segurança eletrônica completo, utilizado para manter todos os processos da companhia protegidos, desde a ronda de um vigilante até a entrega dos produtos nos pontos comerciais

Por Fernanda Ferreira

A multinacional de lojas de departamento Walmart atua há 23 anos no Brasil por meio de 450 lojas espalhadas por 18 estados e conta com abrangência nacional através do e-commerce Walmart.com. Além disso, a companhia possui 23 centros de distribuição, quatro escritórios regionais localizados em Porto Alegre, Curitiba, Salvador e Recife, e uma sede em Barueri, na região metropolitana de São Paulo.

Uma empresa desse porte, que registra um faturamento de cerca de R$ 30 bilhões por ano, precisa ter um projeto de segurança muito bem elaborado e soluções de segurança eletrônica que garantam a plena eficiência de todo o processo de proteção, seja dos colaboradores, da frota, dos produtos ou das lojas.

Todo o complexo Walmart conta com sistema de alarmes, sistemas de câmeras de vigilância, controle de acesso, acompanhamento de cargas via GPS e ferramentas de gerencia- mento de imagem, tudo centralizado na base de monitora- mento da companhia.

“Nós somos constituídos por um crescimento orgânico, fazendo aquisições e investimentos diversos ao longo do tempo. Por esse motivo, temos vários fornecedores de câ- meras, como a Tyco, Samsung e Intelbras. Por trabalhar com soluções de diferentes marcas, nós optamos por utilizar o VMS do Digifort, pois a plataforma consegue centralizar todas essas comunicações na ferramenta. Também não precisamos assistir horas e horas de gravação, com o software consegui- mos aplicar filtros para encontrar a imagem que precisamos”, disse Jonathan Taylor, diretor geral de Proteção de Ativos do Walmart Brasil.

O próximo passo para aperfeiçoar o projeto de segurança é investir em soluções com inteligência, como analíticos e ferramentas smart, trabalhando mais de forma remota do que fisicamente dentro das lojas.

SISTEMA DE RONDAS E VIGILANTES

Uma das dificuldades enfrentadas pelo departamento de Prevenção de Perdas do Walmart Brasil eram as rondas de vigilantes, pois não conseguiam mensurar se o serviço estava sendo realmente executado. “Nós queríamos comprovar que o trabalho que estávamos pagando realmente era realizado pelos vigilantes, e se os profissionais estavam seguindo as rotas pré-estabelecidas por nós”, explicou Jonathan. “Apresentamos nossa necessidade para a Ztrax. Rodamos dois pilotos dentro da empresa e isso abriu muito os olhos, tanto para nós, como clientes, como para a Prime, empresa que realiza o serviço de terceirização dos profissionais”, falou.

A Ztrax é uma unidade de negócio do Grupo Spacecom. Os rastreadores portáteis da companhia têm alto poder de precisão, fornecendo a localização por latitude e longitude via satélite. A bateria do equipamento dura de 36h a 15 dias sem precisar carregar, não desliga, não quebra em caso de queda ou se for jogado no chão, e é resistente a água em até cinco metros de profundidade. Além disso, o equipamento conta com recursos personalizados, que vão de acordo com a necessidade de cada cliente, como avisar quando o vigilante precisa iniciar a rota, botão de pânico de velocidade e aproximação, entre outras funções.

“Com a solução da Ztrax conseguimos dar mais disciplina na rotina de ronda. É fácil mapear via sistema e o vigilante não precisa apertar nenhum botão ou passar algum bastão, só é necessário caminhar nos pontos que definimos. Agora nós temos certeza que estamos pagando por um serviço que está sendo executado e o fornecedor tem mais tranquilidade, pois sabe que realmente os funcionários estão fazendo o que eles realmente estão sendo pagos para fazer. Já o funcionário fica mais segurança, porque a solução tem vários alertas de pânico que não depende de uma ação do vigilante, são recursos automáticos que alertam a central para podermos auxiliar e dar suporte para eles. É uma tecnologia disruptiva”, explicou Taylor.

Para o diretor comercial da Ztrax, Marcelo Lonzetti, a solução da empresa é uma mudança de paradigma. “Soluções que hoje são ofertadas no mercado, como bastões e celulares, são frágeis e vulneráveis, fáceis de serem fraudadas. Nosso equipamento é resistente, com qualificação IP-68, o que garante que está preparado para fortes impactos e temperaturas extremas; é portátil, o vigilante pode carregar na cintura; tem detecção de proximidade e afastamento, sensores de temperatura, acelerômetro, precisão de até dez metros de distância para ambientes outdoor; e fornece relatórios instantâneos para os operadores sobre tudo o que acontece no ambiente. É uma ferramenta completa para rondas indoor e outdoor, transporte de valores, escolta armada, entre outras aplicações”, explicou Marcelo.

PROTEÇÃO PESSOAL

Além das rondas realizadas nas lojas e centros de distribuição, a segurança das pessoas também é uma preocupação. Segundo Alexander Custodio, diretor de Segurança Corporativa, um projeto para realizar a segurança de pessoas com a solução do rastreador está sendo desenvolvido. “Um dos princípios da segurança pessoal é encontrar o equilíbrio entre a proteção do individuo e o respeito a sua privacidade. Com a Ztrax acredito que seremos mais assertivos em alcançar esse objetivo, priorizando a segurança como princípio fundamental das pessoas”, argumentou Custódio. “A tecnologia está tendo um papel muito importante no desenvolvimento do mercado de segurança. Temos que quebrar esse conceito tradicional de apenas utilizar CFTV, controle de acesso, porque temos um mundo muito mais abrangente, assertivo e analítico do que apenas essas soluções”, completou.

CENTRAL DE MONITORAMENTO INTEGRADA

Outro ponto importante do projeto de segurança do Walmart é a integração da central de monitoramento com diversas ferramentas e empresas. “Temos um grupo de empresas diferentes que estão se unindo para trazer soluções para nós, juntando forças para que a gente melhore nossa atuação. Te- mos uma empresa integradora de sistema CFTV e alarme, uma de controle de acesso e a agora a Ztrax com o sistema de monitoramento da equipe de vigilância e ronda. Isso é um grande ganho dentro da nossa operação. Os fornecedores estão dispostos a querer ver melhora e nós dividimos a responsabilidade com todo mundo”, falou Sandro Silva, consultor de Segurança.

Notícias Relacionadas

Destaque

Cidades inteligentes: evento no DF mostra uso da tecnologia na segurança pública

Reconhecimento facial nas ruas, mapa online da violência urbana e inteligência artificial para reinserção de presos no mercado de trabalho….

Destaque

Metrô usará drone para monitorar trilhos em Salvador

A concessionária CCR Metrô Bahia começou utilizar, desde o ano passado, um drone que sobrevoa os 33 km de malha…

Cases

Shopping RioSul implanta projeto de segurança com soluções Hikvision e sistema integrado de reconhecimento facial World Net

O shopping do coração da Zona Sul do Rio de Janeiro, em um complexo localizado na cidade maravilhosa, acaba de implementar um…