As “chefes” do mercado de segurança

As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço no meio corporativo, até mesmo em ambientes considerados predominantemente masculinos, como o setor de segurança e de multisserviços. Executivas estão dando cada vez mais as cartas nesse segmento e mostrado que, na sua gestão, os projetos saem do papel e os resultados são bastante positivos.

É o caso da Gocil. Hoje, as mulheres representam 35% do quadro de colaboradores da companhia. E, 31% delas exercem cargo de gestão.

Daniella Barbosa, diretora de marketing e relações institucionais, é uma delas. Chegou à empresa em 2005 e desenvolveu um trabalho de implantação de gestão estratégica de marketing. “Quando cheguei à Gocil, percebi que a empresa tinha um potencial de expansão muito grande, principalmente na exploração dos canais digitais e da divulgação da marca em eventos. Consegui reestruturar todo o departamento para viabilizar essa implementação e trazer uma visão mais estratégica e analítica de marketing para o negócio”, comentou Daniella.

Outra executiva é Valéria Adriane, que foi contratada para realizar serviços de apoio ao departamento comercial. Durante 10 anos, exerceu o cargo de gerente de custos e hoje é diretora do departamento. “Minha força de vontade e disposição para realizar as coisas, me deu destaque na Gocil. O desenvolvimento do software SGO, que permitiu mais velocidade e controle na elaboração dos projetos, além da emissão automática de propostas, foi meu maior case de sucesso dentro da empresa”, contou.

Diretora comandou otimização de processo seletivo

A reestruturação do centro de recrutamento e seleção da Gocil, em setembro do ano passado, foi chefiada por Luana Souza, gerente de recursos humanos da Gocil.

Localizado no bairro do Butantã, zona sul de São Paulo, o novo espaço tem capacidade para atender 500 pessoas diariamente. Desde a abertura, contratou 1.500 colaboradores.

“A ideia do novo centro de recrutamento vinha sendo aperfeiçoada pelo departamento de recursos humanos há um tempo. Eu e minha equipe sonhávamos com algo que pudesse agilizar os processos de contratação da mão de obra e satisfazer todas as partes: empresa, colaborador e cliente”, contou Luana Souza, gerente de recursos humanos da Gocil.

Luana ingressou na empresa em 2005, como assistente de recursos humanos e, em 2017, assumiu a gerência do departamento. Hoje ela está à frente de uma equipe com 70 profissionais.

Gerente implantou área de contratos

Os assuntos jurídicos da companhia de segurança e multisserviços são resolvidos diariamente por uma equipe de 20 profissionais sob o comando de Ana Lúcia Prandine, gerente do departamento há quase oito anos. “Fui responsável pela estruturação e implementação da área de contratos. Nosso desafio diário é prezar pela excelência no atendimento jurídico, prestando suporte a todos os departamentos da Gocil”, comentou.

Ana Lúcia possui 13 anos de experiência na área jurídica empresarial, principalmente na gestão de contratos e negociação. Ela atua também com questões trabalhistas e busca trazer tendências e inovação para os novos contratos da companhia.

Notícias Relacionadas

Destaque

Cidades inteligentes: evento no DF mostra uso da tecnologia na segurança pública

Reconhecimento facial nas ruas, mapa online da violência urbana e inteligência artificial para reinserção de presos no mercado de trabalho….

Destaque

Traficantes monitoram polícia através de câmeras

Traficantes do Complexo da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro, instalaram um sistema de câmeras de…

Destaque

Metrô usará drone para monitorar trilhos em Salvador

A concessionária CCR Metrô Bahia começou utilizar, desde o ano passado, um drone que sobrevoa os 33 km de malha…